Partiu Casa

Paixão pelas curvas da Capital – #PartiuCasa

A carioca Laura Garibaldi fala sobre o projeto de apartamento para um casal de clientes e sua parceria com a Só Reparos

Formada em Design de Interiores desde 2005, Laura Garibaldi conciliava a faculdade com o trabalho em escritórios de arquitetura, construindo a sua própria carteira de clientes. Dessa forma, a então designer foi ganhando prática e experiência na área. 

Laura é carioca e veio do Rio para Brasília no ano de 2010, quando cruzou seu caminho com arquitetos de peso da cidade como May Moura, Sara Volpato, Marcela Passamani, e muitos outros com quem aprendeu e cresceu em sua profissão.

Em 2014 resolveu abrir seu próprio escritório e desde então comanda seus projetos e obras. “Vendo a necessidade de expandir minhas credenciais, em vista de novas demandas de mercado, retomei a faculdade de arquitetura, e me formei em 2016 pela IESPLAN”, completa.

Com inúmeros projetos residenciais e comerciais, já participou duas vezes da mostra Casa Cor Brasília (2011 e 2015) e nesse ano foi convidada para apresentar o Quadrado Decor, na Rádio Federal.

O programa é semanal e possui uma hora de duração, trazendo assuntos do universo da arquitetura e do design de forma descontraída e descomplicada.

“Meu foco principal é aproximar mais o consumidor dos profissionais, desmistificar mitos e medos, especialmente daquelas pessoas que ainda acreditam que ter um arquiteto é um luxo!”, explica a profissional ao considerar que sua missão é mostrar que a arquitetura e o design podem e devem ser democratizados para que todos tenham acesso.

Laura declara que não possui um projeto preferido, mas que tem um carinho especial pelo projeto denominado MF, desenvolvido em parceria com Monica Cavalcante, o apartamento do casal Milena e Filipe (foto), “foi um projeto concebido para clientes que estavam fazendo um grande investimento no sonho de ter um apartamento decorado e realizar o que inicialmente julgavam impossível!”, comemora.

“Era um prazer enorme encontrar soluções criativas, práticas e de melhor custo-benefício e ainda assim sem perder a beleza e funcionalidade. Ver o brilho nos olhos do cliente não tinha preço, era indescritível!”.

Para Laura, a variedade no emprego dos materiais cria bons contrastes “gosto de trabalhar com revestimentos que se complementam de forma harmônica, quando podemos mesclar peças nobres com peças neutras e com isso gerar equilíbrio, estético e de custo”.

gestão da organização

A arquiteta conta que todos os revestimentos empregados no projeto MF foram adquiridos na Só Reparos, parceira do escritório em todos os projetos. “Na loja encontramos soluções que atendem à necessidade do cliente e do projeto. Desde o acabamento mais especial, ao mais simples que traz o equilíbrio que o orçamento pede.

O jovem casal de clientes tinha o desejo de um apartamento de revista “Casa Vogue” (risos) e tudo foi fi cando com a cara deles”, detalha Laura.

Sobre o cenário da arquitetura em Brasília, Laura declara que tem visto muito amadurecimento nos últimos anos apesar de algumas tradições serem mantidas, “Acredito que ainda somos muito influenciados por elementos tradicionais da cidade modernista, fazendo releituras do uso dos brises e cobogós, elementos que traduzem e representam com muita beleza a nossa capital”.

O trabalho do escritório Laura Garibaldi é traduzir o sonho do cliente em projeto, compreendendo seu estilo, suas influências culturais e seu gosto para expressar isso em um espaço.

“O cliente é o ponto focal, é preciso ouvi-lo. A casa ou empreendimento, devem traduzir quem esse cliente é”, destaca.

Deixar comentário.

Share This
/* ]]> */