Casa Cor

Amazônia Vivá

MAAI Arquitetos Associados viaja ao pulmão do mundo para trazer um projeto sinestésico para a 27ª edição da CasaCor Brasília

Não existe uma Amazônia, mas muitas, e uma vida não basta para conhecê-las. Tribos, fauna, flora. Nada ali é no singular. A região inclui nove nações, compreende a maior biodiversidade em uma floresta tropical no mundo e é um dos seis grandes biomas brasileiros. Por muitos é chamada de pulmão do mundo por sua riqueza natural. O verde mais exuberante, a origem. Entre tantas “Amazônias”, o escritório MAAI Arquitetos Associados encontrou uma brasiliense. Depois de viajarem mais de 2 mil quilômetros para a região Norte, Monica Pinto, Arnaldo Pinho e Isabel Veiga traduziram em linhas, mobiliário, luminárias, arte e sons a casa viva que descobriram em solo amazonense.

“Construir espaços é torná-los vivos e a vida da floresta é a que nos fez brilhar os olhos. O toque da natureza torna os ambientes mais pulsantes. Nela tem movimento e vida”, comenta o arquiteto Arnaldo Pinho. Diante do tema da CasaCor 2018 – Amazônia Vivá –, o escritório constatou que a Floresta Amazônica era a melhor tradução do conceito. A força da natureza somada ao homem, como elemento dela, mas, também, como força de trabalho e de transformação.

Muitas inspirações, referências e ideias para concretizar em semanas de intenso trabalho uma sala de convivência que o MAAI assina em conjunto com a Só Reparos, loja de material de construção e reforma. Na segunda semana de setembro, eles apresentam para Brasília o espaço durante a CasaCor – este ano localizada no Setor de Indústrias Gráficas, no que um dia foi a Casa da Manchete. Os ecossistemas da reforma e da construção vão dar lugar à um ambiente sinestésico, de exploração multissensorial. Uma umidade do ar bem diferente ao que os brasilienses estão acostumados, os sons da floresta – a Araponga, o Azulão e o Flautim entoam o canto das aves -, a textura rústica tipo chapisco na parede e no teto, plantas típicas e, para emoldurar essa visita à Amazônia Vivá, o olhar de uma índia clicado pelo fotógrafo Bento Viana.

Para traduzir a essência do Norte e concluir o projeto, os arquitetos uniram forças com nomes importantes da cidade. Além do material fornecido pela Só Reparos, a Multipedras forneceu a parte da marmoraria da bancada e mesa de centro; o mobiliário veio da Arquivo Contemporâneo– com destaque para as peças de Jorge Zalszupin; a Dessine assina o projeto de iluminação e a Arte em Cinema a parte de áudio e vídeo; as obras de arte são da galeria Expoarte; a Depieri é responsável pelo paisagismo; os vidros são da Vidro Clean; a décor de Cássio Veiga; os tapetes da Gallery Tapetes e as persianas da Artline. O engenheiro Márcio Zaidan arremata toda essa expertise e traz à vida o projeto pensado pelos arquitetos.

 

Ficha Técnica:

Projeto CasaCor 2018 – tema: Amazônia Vivá

Escritório MAAI Arquitetos Associados
Márcio Zaidan Engenharia: execução da obra
Só Reparo: materiais e acabamento

Arquivo Contemporâneo: mobiliário
Dessine: iluminação
Arte em Cinema: áudio/vídeo
Galeria Bento Viana: quadros
Expoarte: obras de arte
Depieri Paisagismo: paisagismo
Marmoraria Multipedras: mármores e granitos
Vidro Clean: vidros
Cássio Veiga: decoração
Gallery Tapetes: tapetes
Artline: persianas

Serviço:
27ª Edição da CasaCor Brasília
De 12 de setembro a 30 de outubro de 2018
Horários: Terça a sexta-feira das 15h às 22h
Sábado, domingo e feriados das 12h às 22h
Local: Antiga Casa da Manchete – Setor de Indústrias Gráficas (SIG), Quadra 1, número 975

Deixar comentário.

Share This
/* ]]> */